Crítica de Livro | A Máquina de Contar Histórias

Olá, leitores!

O livro conta a história de Vinícius Becker, um escritor brasileiro best seller conhecido dentro e fora do país. Sua vida ia muito bem entre um evento e outro até que no dia do lançamento do seu livro mais recente ele perde a esposa e se vê sozinho com as duas filhas. O maior problema é o fato de que Valentina, a filha mais velha, não se dá bem com o pai devido sua ausência durante a doença da mãe.

Juntando esses ingredientes, temos uma história de reconquista o que acaba passando a impressão de que já vimos isso em algum filme da sessão da tarde…. E não mesmo! Te garanto que a leitura é uma delícia, ele foi escrevendo de forma linear sem se preocupar em trazer grandes reviravoltas a trama.

Aparentemente isso pode fazer com que você pense que a história é chata, mas as formas que ele vai encontrando para contornar o problema são bem interessantes e o melhor é que parece que você sente o coração dele ali o tempo todo.

Ele sente um pesar enorme por ter perdido a esposa, está completamente fechado em seu próprio luto, mas não pode ficar abatido por muito tempo, pois precisa correr atrás do tempo perdido. Aos poucos você vai conhecendo um cara que amava muito a esposa, mais do que qualquer pessoa na vida, mas se fechou em si mesmo quando soube que perdê-la para a leucemia era uma questão de tempo.

Ele não soube lidar com isso, resolveu concentrar todas as suas forças em sua carreira e o custo foi alto. Você vai perceber que ele não tem nenhum problema em admitir que errou, uma coisa rara nos dias de hoje, mas vai ver também que ele está disposto a consertar o erro, o que é mais raro ainda. Apesar disso ele ainda enfrenta bastante resistência e o final é bem construído e me emocionou bastante.

Uma coisa muito legal é que ele cita algumas técnicas de escrita ao longo do livro e, para quem é leigo no assunto, são muito inspiradoras, já quero pesquisar todas! No geral, gostei do livro, achei a escrita do Gomyde bem envolvente e ele consegue transmitir os sentimentos do personagem com muita clareza.

Ah! Uma das revelações do final ficou bem óbvia para mim durante a leitura, mas também não sei se ele queria que fosse exatamente uma surpresa… Mas deixei registrado aqui porque não sei se todos terão a mesma percepção que eu.

**

Se tiver gostado do livro, você pode nos ajudar a crescer comprando através de nosso link <3

A Máquina de Contar Histórias na Amazon

**

Sinopse

Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias , o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das fi lhas, sem amigos… O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar.
Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V.
Uma história emocionante, cheia de significados entrelaçados pela literatura, mostrando que o amor de um pai, por mais dura que seja a situação, nunca morre nem se perde.

Livro: A Máquina de Contar Histórias          Autor: Maurício Gomyde

Páginas: 368                                                            Editora: Novas Páginas

Capa: 8,00

Continuidade: 9,00

Personagens: 9,00

Cenários: 8,50                                                Nota Final: 8,75

História: 9,00                                                 Resultado: Muito Bom

Narrativa: 9,00

Diálogos: 8,50

Revisão: 9,00

Até a próxima!

Você irá gostar de ler também:

3 Comentários

  1. Oiii Paulo!
    Nossa, sou louca pra ler esse livro, mas nunca tinha lido nenhuma resenha sobre ele. Já li um livro do Gomyde- Supreendente – e amei a escrita, quando li na tua resenha você citando sobre a capacidade dele de transmitir sentimentos através da escrita, tive mais certeza ainda que esse deve ser ótimo.
    Vou tentar adquirir o quanto antes, pois já faz meses que venho “paquerando”, até mesmo pela capa que acho linda.
    Beijão e parabéns pela resenha!

    1. Oi Mércia!
      Eu também gostei muito da capa. Esse eu ganhei de presente de aniversário, comecei a ler sem nenhuma expectativa e foi uma ótima leitura. Acho que você tem tudo para gostar.
      Ainda não li outros livros do autor, mas estou de olho em alguns…
      Beijos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *