Crítica de Livro | Perdido em Marte

Olá, meu bom leitor.

Hoje farei a crítica do livro Perdido em Marte do autor Andy Weir.

Primeiro gostaria de falar que este livro é sensacional. Sério mesmo, a história te prende do início ao fim de uma maneira genial.

A narrativa começa em primeira pessoa de acordo com o ponto de vista do astronauta Mark Watney, que narra através do seu diário de bordo como ele sobreviveu a uma tempestade de areia e foi “abandonado” pela tripulação da missão Ares 3 nos campos avermelhados e desérticos do planeta marciano.

42743864

O bom é que a narrativa não se prende somente na contagem dos diários de bordo, existem diálogos de um ritmo ímpar entre os funcionários da Nasa aqui na terra, e uma troca de mensagens entre eles e o solitário astronauta, ou seja, se prepare para troca de informações técnicas recheadas de um humor afiado repleto de referências a cultura pop e nerd do grande sobrevivente Watney.

Quando digo “troca de informações técnicas” eu realmente estou falando sobre informações e dados que são usados na realidade, claro que as vezes com um pouco de exagero (afinal de contas o livro é de ficção). Prepare-se para aprender a separar o hidrogênio do oxigênio dentro de uma eclusa com o mínimo de dano e caos possíveis e muitas outras coisas que somente um astronauta largado poderia pensar em fazer para se manter vivo.

Atenção especial a formação dos personagens desta obra, são pessoas que todos nós encontramos no dia-a-dia e que com toda certeza conhecemos pelo menos duas pessoas que são semelhantes. A construção das personalidades de cada um, os elementos e detalhes que diferenciam cada um é sensacional. Ouso até dizer que todo mundo tem um “que” de Mark Watney.

Então, meu bom leitor, prepare-se para se esbaldar com uma ficção nem tão fora da realidade assim, pelo menos se eu me perder virando a esquina errada e parar em Marte, vou saber pequenos truques de sobrevivência e como plantar batatas, não levar disco music como meio de diversão e irei reverenciar uma fita adesiva, o item mais importante depois de uma toalha para qualquer viajante do espaço.

Sinopse

“Há seis dias, o astronauta Mark Watney se tornou a décima sétima pessoa a pisar em Marte. E, provavelmente, será a primeira a morrer no planeta vermelho. Depois de uma forte tempestade de areia, a missão Ares 3 é abortada e a tripulação vai embora, certa de que Mark morreu em um terrível acidente. Ao despertar, ele se vê completamente sozinho, ferido e sem ter como avisar às pessoas na Terra que está vivo. E, mesmo que conseguisse se comunicar, seus mantimentos terminariam anos antes da chegada de um possível resgate. Ainda assim, Mark não está disposto a desistir. Munido de nada além de curiosidade e de suas habilidades de engenheiro e botânico e um senso de humor inabalável , ele embarca numa luta obstinada pela sobrevivência. Para isso, será o primeiro homem a plantar batatas em Marte e, usando uma genial mistura de cálculos e fita adesiva, vai elaborar um plano para entrar em contato com a Nasa e, quem sabe, sair vivo de lá. Com um forte embasamento científico real e moderno, Perdido em Marte é um suspense memorável e divertido, impulsionado por uma trama que não para de surpreender o leitor”.

Livro: Perdido em Marte                        Autor: Andy Weir

Páginas: 336                                              Editora: Arqueiro

Capa: 8,50

Continuidade: 9,50

Personagens: 9,00

Cenários: 9,50                                           Nota Final: 9,31

História: 9,50

Narrativa: 10,00

Diálogos: 9,50

Revisão: 9,00

Tenha um ótimo ponto para ler!

Você irá gostar de ler também:

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *